segunda-feira, 5 de agosto de 2013

-

Aquele momento de confusão, onde a dúvida imerge das profundezas do inconsciente e gera dúvida. Eu me sinto contente pelo desfecho, afinal, há males que vêm para o bem, mas ao mesmo tempo me culpo por me imaginar seguindo o outro caminho e fico triste por estar no caminho certo.
Sei que perdi uma grande oportunidade de crescimento numa área, porém me sinto realizada como pessoa. A família deve vir acima de tudo. Podemos ir para tantos lugares com um pouco de esforço, mas não podemos voltar no tempo para viver mais um pouco perto de quem proporcionou tudo para que eu chegasse onde estou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário