sábado, 22 de dezembro de 2012

Ama-me como puder.
Odeia-me como quiser.
Ignora-me quando julgar necessário.
Esqueça-me quando partir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário