sábado, 19 de fevereiro de 2011

Parábola dos meninos mortos.

“Cedo de manhã, naquela noite, dois meninos mortos se levantaram para lutar, dando as costas eles se encararam, e puxando as espadas eles atiraram um no outro, um guarda surdo ouviu o barulho, veio e matou os dois meninos mortos. Se você não acredita que essa mentira é verdade pergunte ao homem cego, pois ele também viu.”


Autor desconhecido.

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

16 - 02- 2010

IFMT (antigo CEFET):



Mérito!

ENG.
UEMS & UFMT.

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Simplicidade.

São coisas simples que fazem a felicidade transbordar em nossos dias.

Pode ser um texto, um desenho ou uma música. Tudo é válido quando o sorriso que surge é verdadeiro, doce e inocente.
Eu gosto disso.

Disso o que?

Da chuva caindo. Ela me traz lembranças.

Que lembranças?

De um passado não muito distante e de coisas que nunca vivi...

É assim.

Quanto mais você se destaca, mais é exigido de você.



Meus pais sempre esperam cada vez mais de mim. Espero sempre fazer eles sentirem orgulho de mim.

Breve diálogo.

Filha: Pai, mais ele está funcionando. Tenho certeza!
Pai: Se isso não estiver funcionando, a gente terá uma conversinha quando chegarmos em casa.

Óculos.

Uso. Amo. Sinto orgulho.
Nada me faz trocar meus óculos por lentes. Nada mesmo.
Aliás, existe também algo mais encantador que garotos inteligentes, sábios e que usam óculos? É, já deu pra perceber um pouco sobre o 'modelo' de meninos que acho interessantes.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

"Dont wait for a knight in shinin armor
Your savorous reflected in the mirror
These flowers have grown from blood stains on the ground
Go rake them leaves off your grass and my grave
The fact is everyone bleeds when they shave"




Voices Of Violence - Billy Talent.

Decisões são tomadas a todos os momentos. O que você decidiu hoje?
Todos temos escolhas, e muitas vezes desviamos o verdadeiro caminho. Para onde você foi?
Há pedras no caminho para impedir a chegada. Você as pulou?
Sua língua tem veneno que fere os outros. Quem você envenenou hoje?
Seu corpo pode um instrumento de atração barata para os outros. Você o utiliza assim?
Seu conhecimento pode abrir fronteiras. O que você sabe?
Sua consciência pode dizer o que há de errado em suas ações. Você está sentindo o peso?

As pessoas ignoram os fatos e continuam nos caminhos errados. Eu já não alerto mais ninguém.
Pensar antes de agir. É assim que deveria ser, mas não é o que vejo ao meu redor.