terça-feira, 10 de agosto de 2010

Sonhos e peripécias de uma mente demente.

Certas vezes sonhamos com assuntos que de nada nos acrescentam, mas que nos deixam com uma pulga atrás da orelha. Um ônibus que se pega errado, uma ladeira que você desce correndo, um amigo que começa a namorar. Esses são alguns dos sonhos que tive nos últimos dias. É engraçado que todos eles me levaram a refletir sobre vários assuntos.

Eu acho engraçado os meus sonhos, porque eles sempre tentam me fazer lembrar de algo que já nem lembrava que aconteceu. Pequenas peripécias que ocorrem e que deixamos de lado graças as inúmeras preocupações. Dependendo do que seja o conteúdo do sonho, é legal de se sonhar, mas também pode não ser.

A fantasia do impossível que os sonhos nos trazem, nos dão liberdade para depois encarar a vida real. Perder a vergonha de falar com determinada pessoa ou praticar tal ato.

Essa é um simples postagem, mas logo eu volto a ativa. Ou não.

Nenhum comentário:

Postar um comentário