quarta-feira, 12 de maio de 2010

Engraçado ligar para alguém que foi um grande amigo seu, mas que mudou totalmente quando foi morar longe. Após 4 meses sem conversas, nem mesmo recados ou torpedos trocados, você resolve telefonar e ouvir aquela voz que tanto te agradava, mas percebe que as coisas jamais serão como foram.

Eu, que sempre achei que as pessoas mantinham seus sentimentos por as outras me enganei. Nem todos são como eu, que apesar de tentar sentir ódio e esquecer alguém não consigo. Sempre que me pego querendo fazer isso, relembro do passado tão sublime que tive. Confesso que sou fraca, em certos aspectos, mas não considero isso uma fraquesa e sim uma qualidade minha. Qualidade sim, e porque não?

Apenas lembrando de um sorriso e o último adeus. Ele disse que estava ocupado, com certeza não queria conversar. Disse que me mandaria um recado ou algo do tipo um dia quando estivesse menos ocupado, mas sei que nunca mandará. Eu queria apenas ouvir mais uma vez sua voz, e acho que essa foi a última. A verdade é que eu sou fraca ao gostar dele, ainda passado tanto tempo, ainda tendo sofrido tanto, ainda tendo me iludido tanto, mas não é algo volntário meu.

Patética ao extremo, essa sou eu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário